Por que a pele do rosto envelhece tanto?

O processo de envelhecimento da pele pode ser dividido em envelhecimento intrínseco e envelhecimento extrínseco. O envelhecimento intrínseco é aquele previsível, progressivo com o passar do tempo, que ocorre de forma mais lenta e gradual. É comum aos órgãos e inerente ao próprio organismo.

Já o envelhecimento extrínseco é aquele provocado e influenciado por fatores externos, entre eles o maior vilão é a radiação ultravioleta (exposição ao sol). Ocorre de forma mais intensa nas regiões do corpo constantemente expostas, como rosto, pescoço, colo, braços e mãos. É responsável pelo engrossamento da pele, pelo surgimento de rugas, manchas, e de alguns tipos de câncer pele.

Todas as rugas são iguais?

Não! Existem dois tipos de rugas, as dinâmicas e as estáticas.

As rugas dinâmicas são aquelas causadas pela ação dos músculos faciais, visíveis somente com o rosto em movimento (quando rimos, choramos ou fazemos alguma expressão, por exemplo). Como conseqüência destas freqüentes contrações, com o passar do tempo, surgem as linhas de expressão na testa, ao redor dos olhos ("pés-de-galinha"), vincos entre as sobrancelhas. Estas são as rugas dinâmicas, também conhecidas como rugas de expressão.

As estáticas são aquelas rugas geralmente mais profundas e permanentes, pois são visíveis com o rosto mesmo em repouso. Elas definitivamente já "marcaram" a pele. São decorrentes do envelhecimento intrínseco em combinação com a ação de agentes externos (exposição ao sol, vento, fumo, poluição), mas também podem ser uma evolução das rugas dinâmicas não tratadas, que pioram e se acentuam com o passar do tempo.

Estes diferentes tipos de rugas requerem diferentes tipos de tratamento, que também podem ser combinados, oferecendo aos pacientes resultados mais globais e harmônicos para toda a face.
Click qui e veja mais...



Entre em contato conosco e saiba mais.